Associação Esportiva Ouro Verde

Nossa Missão:

Atuar nas áreas sócio assistencial, de saúde, de educação, de esporte, do meio ambiente, da cultura e dos Direitos Humanos, utilizando-se, para tanto, das seguintes atividades:

  • Difundir a prática dos esportes (amadores e profissionais), a recreação e a cultura entre seus associados, proporcionando-lhes com os meios ao seu alcance, o aperfeiçoamento e aprimoramento das aptidões físicas de acordo com as instruções dos órgãos especializados e leis desportivas vigentes em nosso país, integrando-se ao Sistema Desportivo Nacional, bem como o convívio em sociedade.
  • Proporcionar aos associados reuniões e encontros de caráter desportivos, social, recreativo e cultural, como bailes para a “melhor idade”, eventos entre outros com o uso de cantina e bar, sendo que toda a receita arrecadada será revertida para a Associação Esportiva Ouro Verde.
  • Instruir e manter entidade de caráter carnavalesco, participando, assim, de todo evento que for convidado; inclusive concorrendo com suas entidades, nas apresentações à mesma categoria;
  • Promover serviços sócio assistenciais de acordo com a o Artigo  203 da Constituição Federal que dispõe sobre os objetivos da assistência social – Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS – Lei 8.742 de 07 de dezembro de 1.993 regulamentada pelo Decreto Federal nº 6.308 de 14 de dezembro de 2007 – que estabelecem o conceito de entidade e organização de assistência social e que seu funcionamento depende de prévia inscrição no respectivo Conselho Municipal de Assistência Social; e o Artigo  204, parágrafo único, inciso I, da Constituição Federal, que impõe a realização de ações de assistência social sob a diretriz da descentralização político-administrativa, entregando a coordenação e a execução dos programas também às entidades beneficentes e de assistência social. Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Familiares e Comunitários, bem como ações sócio assistenciais voltadas a comunidade estimulando e orientando os usuários na construção e reconstrução de suas histórias e vivências individuais e coletivas, na família e no território.
  • Desenvolver o sentimento de pertença e de identidade, fortalecendo vínculos familiares e incentivando a socialização e a convivência comunitária, visando o alcance de alternativas emancipatórias para o enfrentamento das vulnerabilidades sociais.
  • Lutar integralmente contra a discriminação e qualquer tipo de preconceito e comportamentos lesivos;
  • Promoção da assistência, atividades culturais, esportivas e educacionais para crianças e adolescentes embasados nos artigos da Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1.990 que trata do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), da Lei de Diretrizes e Bases Educacional e nos parâmetros dos CMDCA e Conselho Municipal de Educação.
  • Apoio emocional e social as pessoas cadastradas, sejam elas portadoras de deficiência, portadores de doenças crônicas, usuários de drogas, crianças, jovens, adultos, idosos e outras carências.
  • Promover programas de geração de renda, capacitação profissional ou cooperativa que visem à melhoria da qualidade de vida dos assistidos pela instituição e as instituições parceiras;
  • Prestar assistência, estimular, fomentar os empreendimentos de Economia Solidária, urbanos e rurais inclusive mulheres, quilombolas, indígenas, assentados e recicladores;
  • Realizar ações sócio assistenciais em conformidade com a Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993 que dispõe sobre a Assistência Social e dá outras providências – Lei Orgânica de Assistência Social.
  • Prestar Assistência Social a crianças e adolescentes;
  • Ações de combate à erradicação do trabalho infantil, violência doméstica e a situações de vulnerabilidade social;
  • Da cultura, defesa, recuperação e conservação do patrimônio histórico, artístico, cinematográfico, musical e arquitetônicos, em conformidade com a Lei 8.313 de 23 de dezembro de 1991;
  • Promover ações e projetos relacionados a cultura;
  • Promover atividades culturais e artísticas embasada nas diretrizes da Lei Rouanet, conforme a Lei Federal de Incentivo à Cultura de nº 8.313/91 e do Programa de Ação Cultural – PAC do Estado de São Paulo através da Lei Estadual nº 12.268/06 e em consonância com as diretrizes dos conselhos municipais, estaduais e federais de Cultura.
  • Promover, dirigir e organizar prática esportiva, através de escolinhas e programas de treinamento a crianças, adolescentes e jovens, organizar campeonatos não profissionais, desenvolver atendimentos Psicossociais às crianças, adolescentes e jovens, acompanhar o processo educacional por meio de auxilio pedagógico.
  • Promover ações e projetos relacionados ao meio ambiente;
  • Desenvolver trabalhos objetivando conscientizar a população alvo e também da comunidade das necessidades de conservação ambiental, enfatizando os benefícios daí advindos.
  • Desenvolver projetos de defesa, de sustentação, de prevenção do meio ambiente em consonância com as diretrizes do Núcleo Regional Ambiental e Secretaria Municipal, Estadual e Federal do Meio Ambiente;
  • O desenvolvimento e oferta de treinamentos, cursos, seminários e palestras sobre o meio ambiente, visando a conscientização em relação aos problemas ambientais, a educação ambiental e a difusão das formas de redução dos passivos nocivos ao meio ambiente;
  • A promoção de ações que contribuam para preservação e recomposição de áreas de preservação ambiental permanente e de matas ciliares;
  • Elaboração e execução de projetos destinados a captação de recursos a serem aplicados na preservação do meio ambiente.
  • Buscar alternativas para a promoção da saúde individual e coletiva dos cidadãos assistidos e priorizando a prevenção nas mais variadas formas;
  • Atuar em campanhas educativas junto à população, enfatizando a prevenção das deficiências e outras epidemias;
  • Atuar ou firmar convênios e parcerias junto aos órgãos governamentais em todas as áreas de atuação que estejam dentro do escopo de trabalho da instituição.
  • Fomentar, desenvolver, executar, realizar atividades, eventos consultorias, cooperação técnica, assessoria de operacionalização, gerenciamento e execução de serviços sócio assistenciais, de saúde, de educação, de cultura e do de meio ambiente;
  • Assessoria com o objetivo de proporcionar apoio técnico para criação e estruturação de novas organizações.
  • Atuar juntos aos programas governamentais, da pessoa portadora de deficiência, de tutela, de saúde, de assistência social, de educação, da criança e do adolescente, da mulher, do idoso e do negro contribuindo na elaboração de políticas públicas que visem à melhoria da qualidade de vida da população alvo e na garantia de seus direitos constitucionais;
  • Estimular o trabalho voluntário;
  • Ser um agente de integração entre o sistema de ensino e os setores de produção, serviços, comunidade e governo para promover a concessão de oportunidades de estágio para estudantes regularmente matriculados e efetivamente cursando e vinculados à estrutura do ensino público e particular, nos níveis superior, médio, profissionalizante e supletivo, executando, na medida de suas possibilidades, as seguintes atividades entre outras:
  • Identificar para a Instituição de Ensino as oportunidades de estágios curriculares junto às pessoas jurídicas de direito público e privado;
  • Facilitar o ajuste das condições de estágio curriculares, a constarem de instrumento jurídico próprio;
  • Prestar serviços administrativos de cadastramento de estudantes, campos e oportunidades de estágio curriculares, bem como de execução do pagamento de bolsas, e outros solicitados pela instituição de ensino; e Coparticipar, com a instituição de ensino, no esforço de captação de recursos para viabilizar estágios curriculares.
  • Intermediar e promover mão de obra de adolescentes, jovens, adultos, portadores de deficiências;
  • Executar, promover formação técnico-profissional metódico, certificar através de cursos técnicos profissionalizantes a adolescentes, jovens, adultos e portadores de deficiências;
  • Implementar, desenvolver, avaliar, executar atendimentos psicológicos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, pedagógicos e serviços sociais a crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e portadores de deficiências;
  • Realizar e fomentar a realização de cursos, treinamentos e palestras, destinados às finalidades do SOLIDÁRIOS e à promoção da cultura e elevação do nível de instrução da população visando o desenvolvimento humano;
  • Outras atividades compatíveis com as finalidades da instituição.